Uma década de bons negócios

Sucesso absoluto. Este é o resultado de mais uma edição da Movelnorte - Feira de Móveis realizada no Centro de Convenções de Imperatriz (MA). De 23 a 26 de agosto, lojistas do Maranhão, Tocantins, Pará, Piauí, e também do Amapá e de Goiás, visitaram a 6ª edição do evento em busca de novidades e bons negócios. E o que não faltou foi novidade. “Posso dizer que esta é a melhor edição da Movelnorte entre todas. A feira está muito organizada, bonita e os expositores buscaram inovar nos produtos apresentados, principalmente em relação às cores”, conta Antonio Sampaio, tradicional lojista maranhense, com 40 lojas no estado.

Movimento do comércio atinge número positivo

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, subiu 0,2% na avaliação acumulada em 12 meses (dezembro de 2016 até novembro de 2017 frente ao mesmo período do ano anterior), de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC.
Após dois anos de retração, desde novembro de 2016 o indicador do comércio vem gradualmente se recuperando, atingindo o primeiro número positivo desde junho de 2015 quando observado na aferição acumulada em 12 meses.


Sucesso absoluto. Este é o resultado de mais uma edição da Movelnorte - Feira de Móveis realizada no Centro de Convenções de Imperatriz (MA). De 23 a 26 de agosto, lojistas do Maranhão, Tocantins, Pará, Piauí, e também do Amapá e de Goiás, visitaram a 6ª edição do evento em busca de novidades e bons negócios. E o que não faltou foi novidade. “Posso dizer que esta é a melhor edição da Movelnorte entre todas. A feira está muito organizada, bonita e os expositores buscaram inovar nos produtos apresentados, principalmente em relação às cores”, conta Antonio Sampaio, tradicional lojista maranhense, com 40 lojas no estado (Casa Sampaio).

 

Além dos visitantes que acompanham a evolução da feira desde as primeiras edições, a Movelnorte contou com a participação de diversos lojistas que ainda não conheciam o evento, como o empresário Osvaldo Ávila, da Marilar, com 18 lojas distribuídas em 14 municípios do Pará. “Eu realmente me impressionei com a feira. Muitos expositores. Além disso, o evento é próximo da minha região. Só acho uma pena não ter a presença de mais fabricantes do Norte e Nordeste”, ressalta. Segundo ele, apesar do consumo instável, com a falta de confiança dos consumidores, o varejo de móveis na região em que atua vem numa crescente nos últimos meses.

 

Quem também participou pela primeira vez da Movelnorte foi o empresário Francisco Edvaldo Canuto, da Casa dos Móveis, em Campo Maior (PI). A loja, fundada em 1998, comercializa móveis e eletrodomésticos para os públicos das classes B e C. De acordo com Canuto, o evento estava muito bem organizado, o que facilitou a visitação. “A economia está voltando a dar sinais de recuperação. Viemos conhecer a feira e prestigiar nossos fornecedores que estão expondo, além de estabelecer novas parcerias”, afirma. Para José Luiz Brasileiro, empresário com cinco lojas em Tocantins (Lojas Brasileiro), o momento mais crítico do mercado já passou e o momento é de inovar e buscar novidades para os consumidores. “A feira evoluiu. Encontrei produtos diferenciados, que irei levar para as lojas”, destaca Brasileiro, que estava em sua segunda participação no evento.

 

Fonte: Moveis de Valores